Buscar

COMO PUBLICAR LIVRO

Para publicar livro é necessário que ele esteja escrito e revisado. Escrever pensando na publicação resulta em divisão de tempo e energia mental, não sendo recomendável. As Grandes Editoras arcam com todas as despesas e pagam 10% ao autor, do preço de venda, de direitos autorais. Viver com a receita de direitos autorais é quase impossível, principalmente no Brasil.  Tentar uma Grande Editora, enviando cópias para análise, pode resultar em desânimo e frustração. As Grandes Editoras têm excesso de procura, falta pessoal para analisar todos que as procuram e, como regra, não se interessam em publicar autores novos, preferindo não correr riscos. Somente os autores consagrados já são suficientes para a capacidade de produção, dispensando os neófitos. É extremamente difícil publicar por uma Grande Editora. Como aqui relato experiências pessoais, e não informações teóricas, o meu primeiro livro foi publicado por uma Grande Editora. Eis os fatos: nos cargos de Escrivão de Políci a, Perito Criminal e Delegado de Polícia, sempre procurava fazer as coisas corretas; na época não existiam muitas fontes de consultas;  ao longo do tempo colecionei modelos de peças investigatórias e fui professor de Inquérito Policial em Academia de Polícia; o material didático foi transformado em Apostila;  por sugestão de um amigo, resolvi transformar o material didático em livro; remeti cópias para Grandes Editoras; quatro anos se passaram sem

nenhuma resposta; comentando com um autor renomado sobre as dificuldades de publicar livro, ele me pediu uma cópia do que havia escrito; leu e recomendou a publicação à Editora que publicava seus livros; a Editora entrou em contato comigo e foi celebrado o contrato de edição. Assim, publiquei “Procedimento Policial” na década de 1970, pela “Saraiva – Livreiros Editores”. O conteúdo era bom, pois alcançou a 14 a . edição. 

 

Se o livro já estiver pronto, deve decidir se vai publicar como autor independente ou por uma Editora. Existem vantagens e desvantagens entre uma e outra forma de publicação. Procurar uma Grande Editora pode ser inviável. Procurar uma Editora média já pode facilitar um pouco, mas o autor, normalmente, entra com alguma importância para custear as despesas. Como regra, nas Pequenas Editoras o autor arca com todas as despesas. A forma de pagamento é que pode apresentar mais facilidades de uma para outra. O autor iniciante deve ter muito cuidado ao ler informações de Editoras que dizem publicar gratuitamente. Isto não é verdade. Elas “enchem a bola” do novato, criando expectativas que não retratam a realidade. Seja publicação independente ou por uma Editora, é necessário levar em conta certos detalhes que envolvem a publicação de livros, conforme seguem. 

 

Contrato de edição de livro – Em hipótese alguma o aspirante a autor deverá dispensar o “Contrato de Edição de Livros”, constando cláusulas claras sobre direitos e deveres das partes envolvidas na transação, pouco importando seja uma Editora que apenas presta serviços de editoração ou Editora que se compromete a comercializar o livro.  

 

Última revisão – As Editoras sempre realizam a revisão automática, por aplicativo (concordância e grafia correta). É recomendável uma última revisão pelo autor, ou por pessoa competente por ele escolhida. As revisões feitas por Editoras ficam bem mais onerosas, porquanto elas terceirizam essa atividade. 

 

Projeto gráfico – É o plano inicial que define as características visuais da peça que será elaborada. Compreende: capa, contracapa, lombada, qualidade e tamanho do papel de impressão, fontes tipográficas, margens, espaçamento gráfico, imagens, posição de títulos e retículas, cores, tipo de acabamento e todas as plataformas de construção de um livro. O projeto gráfico ordena e coordena todas as fases de elaboração de um livro, de forma adequada para o seu desenvolvimento. 

 

Templates – Significa modelo ou base para criar algo. Existem templates para o tamanho do livro, margens, lombadas, capa, orelhas etc. Os templates ajudam, e muito, no desenvolvimento do livro. O Clube de Autores oferece valiosas informações sobre templates. 

 

Livros físicos e digitais – Os livros podem ser físicos (impressos) e digitais (ebooks). Criar um livro digital envolve um processo muito parecido com a publicação de um livro em formato impresso. 

 

Capa – Mais comuns são capa dura e brochura. Pode ser com mensagem, quando uma imagem faz conexão com o conteúdo, ou neutra quando sem mensagem. Os profissionais especialistas em criar capas são denominados “capistas”.  

 

Contracapa – É a capa de trás (parte posterior da capa), também denominada quarta capa. Normalmente traz uma mensagem, como marketing, da obra. 

 

Lombada ou dorso – É a parte em que as folhas são unidas através de costuras, colas ou grampos. Quando os livros estão empilhados, ou guardados em uma prateleira, a lombada é visível apenas na superfície que contém as informações sobre o livro.  

 

Orelhas – São prolongamentos da capa e contracapa (1 a . e 2 a .). Podem ser utilizadas como marcadores de paginas e contêm informações como dados biográficos do autor ou comentários sobre a obra.  

 

Folha de rosto – É a primeira folha ao abrir um livro. Contém informações sobre: título, autor, edição, local da edição, ano e Editora. 

 

Página técnica – O verso da página de rosto. Contém: nomes do capista, revisor, diagramador, editor e tradutor (se for o caso), reserva dos direitos autorais, ISBN, ficha catalográfica e dados da Editora. 

 

Sumário – O sumário organiza sistematicamente os conteúdos de um livro, na ordem em que aparece. Não confundir sumário com índice. 

 

Miolo – É o conjunto de folhas que compõem o corpo do livro. Contém uma parte pré-textual, a textual (principal) e pós-textual. 


Colofão – Último elemento impresso do livro, apresenta informações da gráfica: ano da impressão, papel utilizado, endereço e local.  

 

Dependendo da Editora, e decisão do autor, o livro poderá conter: página (em branco) para dedicatória (autografo), agradecimentos (homenagens), prefácio (ou Nota da Editora), siglas, epígrafe, prólogo, lista de abreviaturas, notas, posfácio, epílogo, índice alfabético, índice cronológico, anexo, glossário, apêndice e bibliografia (referências). 

 

O autor iniciante deverá conhecer, também, maiores detalhes sobre:

a) público-alvo (crianças, jovens, mulheres, idosos, profissionais do Direito, profissionais da Saúde etc.); b) papel (os papéis mais usados são offset, pólen e reciclado; c) Tamanho do livro (São mais comuns 21 x 14 mm e 23x16mm. Os ebooks devem ser compatíveis com os leitores do mercado);  d) número de páginas (conhecido o número de paginas digitadas em papel A4, o diagramador facilmente calcula quantas páginas o livro terá); e) Recursos visuais (os recursos visuais podem ser fotos, imagens e tabelas. É necessária referencia às fontes e, em se tratando de fotos, autorização do direito de imagem); f) em preto e branco ou coloridas; g) custo de publicação, h) editoração; i) diagramação; j) ISBN - International Standard Book Number, que é um padrão internacional que identifica os livros segundo o titulo, o autor, o país, a Editora e a edição. 

  

Publicidade –  A publicidade será essencial para o sucesso do livro. Não deixe por conta da Editora, pois ela realiza a publicidade básica. O autor deverá ser o principal divulgador do livro. 

 

Lançamento – A decisão se haverá ou não lançamento será sempre do autor. Existem gastos, e as vendas no lançamento podem não cobrir as despesas. Mas, para satisfação pessoal do autor será sempre importante.  

 

Algumas editoras trabalham com a possibilidade de “vendas antecipadas”: a Editora apresenta o custo de cada exemplar; o autor promove a venda, de um ou mais exemplares, para parentes e amigos, antes da publicação; o comprador se compromete com a aquisição, mas somente efetuará o pagamento quando receber o livro. O custo pode ficar bem acessível

e o autor nada desembolsará, porquanto a venda antecipada cobrirá todas as despesas da publicação, e pode até mesmo resultar em lucro.   

 

A publicação como autor independente pode até ficar mais barata para o autor, mas será muito trabalhosa. Se contratada uma Editora, ela fará tudo que for necessário para tornar realidade a pretensão, em razão de conhecer “como publicar um livro”.