SUS - Saúde Pública No Brasil e a Autonomia Do Enfermeiro

Cód:  9788574982465


  • R$ 65,00

até de sem juros

ou à vista no boleto


Descrição

Autores: Marislei Espíndola Brasileiro e Ana Lúcia de Melo Leão
Dimensões (cm) (LxAxLombada): 14x21x1,5
Número de páginas: 256
Ano de publicação: 2017
Edição: 1.ª
ISBN: 978-85-7498-246-5
Peso (gramas): 351
 
Sinopse

Há dez anos Ministério da saúde divulgava os primeiros cadernos de atenção básica, contendo as atribuições dos Enfermeiros e demais profissionais da saúde. Nada melhor para comemorar essa trajetória que uma obra que reúna os 40 cadernos, com destaque para a autonomia do Enfermeiro que atua no SUS.


Informações Sobre o Autor

Marislei Espíndula Brasileiro

Doutora em Ciências da Saúde pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Goiás, Doutora em Ciências da Religião pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Mestre em Enfermagem pela Universidade Federal de Minas Gerais, Bacharel em Enfermeira pela Faculdade de Enfermagem da Universidade Federal de Goiás. Tem experiência em programas de saúde pública e docente e conferencista.

Ana Lúcia de Melo Leão

Doutora em Medicina Tropical e Saúde Pública, área Epidemiologia, pela Universidade Federal de Goiás - UFG (2015). Mestre em Saúde Coletiva pela UFG (2012). Especialização em Epidemiologia pela UFG (2010) e em Oncologia pelo INCA/MS/RJ (2004). Bacharel em Enfermagem Pela UFG (2000). É pesquisadora e docente na área de Saúde Coletiva.

Sumário

  • Capítulo I
  • Políticas públicas de saúde x Saúde coletiva x Saúde pública

  • Capítulo II
  • As políticas de Saúde no Brasil antes do Sistema Único de Saúde 

  • Capítulo III
  • Breve Resgate Histórico Sobre o Sistema Único de Saúde - SUS

  • Caítulo IV
  • As Normas Operacionais

  • Capítulo V
  • O Pacto pela Saúde
  • 1 O pacto pela Vida
  • 2 O pacto em defesa do SUS
  • 3 O pacto de gestão do SUS
  • 4 Oito Elementos essenciais para a autonomia do enfermeiro
  • APÊNDICE 1 - Indicadores do Pacto pela Vida (Quadro)
  • APÊNDICE 2 - Indicadores do Pacto pela Gestão (Quadro)

  • Capítulo VI
  • Síntese da Política Nacional de Atenção Básica – 2011
  • 1 Síntese da PORTARIA N.º 2.488, DE 21 DE OUTUBRO  DE 2011 - Política Nacional de Atenção Básica
  • Segunda Parte
  • Os Cadernos de Atenção Básica e as atribuições do Enfermeiro

  • Capítulo I
  • Os primeiros cadernos do ministério da saúde  
  • 1 Cadernos de atenção básica 1 – A implantação da unidade de saúde da família
  • 2 Cadernos de atenção básica 2 – Treinamento introdutório
  • 3 Cadernos de atenção básica 3 – Educação permanente
  • 4 Cadernos de atenção básica 4 – Guia de vigilância epidemiológica
  • 5 Cadernos de atenção básica 5 – Saúde do trabalhador
  • 6 Cadernos de atenção básica 6 – Manual técnico para  o controle da tuberculose
  • 7 Cadernos de atenção básica 7 – Hipertensão arterial  sistêmica e Diabetes mellitus – protocolo
  • 8 Cadernos de atenção básica 8 – Violência intrafamiliar
  • 9 Cadernos de atenção básica 9 – Dermatologia na Atenção Básica de Saúde
  • 10 Cadernos de atenção básica 10 – Guia de o controle da Hanseníase 

  • Capítulo II
  • Cadernos 11 a 20 do ministério da saúde
  • 1 Cadernos de atenção básica 11 – Saúde da criança: acompanhamento do crescimento e desenvolvimento  infantil
  • 2 Cadernos de atenção básica 12 – Obesidade 
  • 3 Cadernos de atenção básica 13 – Controle dos cânceres do colo do útero e da mama
  • 4 Cadernos de atenção básica 14 – Prevenção clínica de doença cardiovascular, cerebrovascular e renal crônica
  • 5 Cadernos de atenção básica 15 – Hipertensão Arterial Sistêmica
  • 6 Cadernos de atenção básica 16 – Diabetes Mellitus
  • 7 Cadernos de atenção básica 17 – Saúde bucal
  • 8 Cadernos de atenção básica 18 – HIV/Aids, Hepatites e outras DST
  • 9 Cadernos de atenção básica 19 – Envelhecimento e saúde da pessoa idosa
  • 10 Cadernos de atenção básica 20 – Carência de micronutrientes

  • Capítulo III
  • Cadernos 21 a 30 do ministério da saúde
  • 1 Cadernos de atenção básica 21 –  Vigilância em saúde Dengue, Esquistossomose, Hanseníase, Malária, Tracoma e Tuberculose
  • 2 Cadernos de atenção básica 22 – Vigilância em saúde:  Zoonoses 
  • 3 Cadernos de atenção básica 23 – Saúde da criança: nutrição infantil: aleitamento materno e alimentação complementar
  • 4 Cadernos de atenção básica 24 – Saúde na Escola
  • 5 Cadernos de atenção básica 25 – Doenças respiratórias crônicas
  • 6 Cadernos de atenção básica 26 – Saúde sexual e saúde reprodutiva
  • 7 Cadernos de atenção básica 27 – Diretrizes do NASF: Núcleo de Apoio a Saúde da Família
  • 8 Cadernos de atenção básica 28 – Acolhimento à demanda espontânea
  • 9 Cadernos de atenção básica 29 – Rastreamento
  • 10 Cadernos de atenção básica 30 – Procedimentos

  • Capítulo IV
  • Cadernos 31 a 40 do Ministério da Saúde
  • 1 Cadernos de atenção básica 31 – Práticas integrativas e complementares: plantas medicinais e fitoterapia na atenção básica
  • 2 Cadernos de atenção básica 32 – Atenção ao pré-natal de baixo risco
  • 3 Cadernos de atenção básica 33 – Saúde da criança: crescimento e desenvolvimento
  • 4 Cadernos de atenção básica 34 – Saúde Mental
  • 5 Caderno 35 - Estratégias para o cuidado
  •    da pessoa com doença crônica
  • 6 Cadernos de atenção básica 36 – Estratégias para o cuidado da pessoa com doença crônica: diabetes mellitus
  • 7 Cadernos de atenção básica 37 – Estratégias para o cuidado da pessoa com doença crônica: hipertensão arterial sistêmica
  • 8 Cadernos de atenção básica 38 – Estratégias para cuidado da pessoa com doença crônica obesidade 
  • 9 Cadernos de atenção básica 39 – Núcleo de Apoio à Saúde da Família
  • 10 Cadernos de atenção básica 40 – Estratégias Para o Cuidado da Pessoa com Doença Crônica 

  • Capítulo V
  • Roteiro de estudos para concurso
  • Considerações finais
  • Referências
  • Apêndice

Comentário (0)